Página Inicial Imprensa Noticias COGERH/SOHIDRA: Construção de adutoras em ritmo acelerado no interior

COGERH/SOHIDRA: Construção de adutoras em ritmo acelerado no interior

Avalie este item
(0 votos)

Ainda neste mês de outubro, 6,5 mil moradores do distrito de Campos Belos, no município de Caridade, terão água de qualidade nas torneiras de suas casas. A melhoria é resultado da construção de uma adutora que levará água do Açude General Sampaio, via Estação de Tratamento de Água (ETA) de Paramoti, à comunidade. A intervenção, que representa um investimento da ordem de R$ 2,48 milhões, deve ser concluída até o próximo dia próximo dia 20.

São 19,6Km de tubulação de 150mm e 200mm em tubo DeFoFo (conexões hidráulicas em PVC modificado, com diâmetro equivalente aos tubos de ferro fundido) que levarão 13,88 litros por segundo. A obra prevê ainda a construção de uma Estação Elevatória e instalação de duas motobombas de 25CV cada. A obra tem apoio da Prefeitura de Caridade.

CAGECE

Paralelo à obras de implantação da adutora pela Superintendência de Obras Hidráulicas (Sohidra), a Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece), está promovendo melhorias na Estação de tratamento de Paramoti, de onde partirá a água tratada em direção a Campos Belos. Na comunidade a ser beneficiada, já foram cadastrados 620 imóveis pelos técnicos da Cagece. Desses, 289 já receberam hidrômetros. Essas intervenções são consideradas fundamentais para a operação da adutora. cagece1


Antes, Campos Belos era atendido por uma Adutora Montagem Rápida (AMR), que captava água do Açude Desterro. Em decorrência da falta de chuvas na região, o abastecimento teve de ser interrompido. A adutora definitiva é uma medida do Governo do Ceará para solucionar o problema. A Superintendência de Obras Hidráulicas (Sohidra) é a responsável pela obra.

MORADA NOVA
Em Morada Nova, no Vale do Jaguaribe, os projetos de três adutoras seguem em ritmo acelerado com as escavações dos valões pelos quais "vão correr" as tubulações. Com o investimento de R$ 3,1 milhões, as obras beneficiarão cerca de 900 famílias dos distritos de Roldão, Uiraponga e Poço do Barro.
MNova1

As comunidades serão abastecidas a partir do Eixão das Águas. A adução será feita por meio de 23,1km de tubulação de PVC. Embora construídos em caráter emergencial, em virtude do agravamento da estiagem, os sistemas se tornarão estruturantes, já que continuarão abastecendo as comunidades mesmo em tempos normalidade hídrica.

A concepção do projeto e execução das obras está a cargo da Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh).

Ler 248 vezes Última modificação em Quarta, 04 Outubro 2017 16:21